11.17.2005

MODAS ALENTEJANAS


AO NASCER DA BELA AURORA


Ser pobre não é defeito
Ser rico não é fineza
Tudo é trabalho feito
Pela lei da natureza

Ao romper da bela aurora
Sai o pastor da cabana
Vem gritando em altas vozes
Muito padece quem ama

Muito padece quem ama
Mais padece quem adora
Sai o pastor da cabana
Ao romper da bela aurora

Quando eu não tinha dava
Agora tenho e não dou
Vai pedir a quem não tem
Que eu em não tendo te dou

Ao romper da bela aurora
Sai o pastor da cabana
Vem gritando em altas vozes
Muito padece quem ama

5 Comments:

At 3:53 da tarde, Blogger albuquerque said...

há muitos que são alguém,
mas no mundo em que alguém são,
nunca seriam ninguém,
se alguém não lhe desse a mão.
Aleixo, um poeta de que gosto muito!!
;)

 
At 5:48 da tarde, Blogger MARIA VALADAS said...

Ao ler o poema...ia cantarolando...ainda faz eco na minha memória...tão bela melodia!!
Obrigada...por me fazeres " matar saudades da nossa terra"

...................
maria

 
At 5:03 da manhã, Blogger pinky said...

já há mt tempo q não oiço essa moda cantada....que saudades dos serões no campo á beira da lareira com tudo cantando, comendo e bebendo..ai....

 
At 8:55 da tarde, Blogger Vanda said...

É uma moda bonita. As minhas raizes são 100% alentejanas, e é frequente ouvir essa e muitas outras modas. O cantar em grupo, pelos mais velhos, pelos que nasceram no alentejo é um velho hábito de familia.

 
At 6:54 da manhã, Anonymous Anónimo said...

best regards, nice info Transvestite maids websites Usrobotics parental control cheap tramadol Cell batteries audiovox Nude web cam clip Transvestite ways to eat spunk Buy wellbutrin online dream pharmaceutical celts.dk incorporate fox appliance part

 

Enviar um comentário

<< Home

Counter
Free Web Site Counter