8.30.2006

BONITA HISTÓRIA


Esta história chegou-me por e-mail, vinda do meu compadre Beja.
Quer seja veridica ou não ( nem importa) acredito que espelhe a realidade de muita criança no mundo.
Infelizmente.
QUERO SER UM TELEVISOR
A professora Ana Maria pediu aos alunos que fizessem uma redacção e, nessa redacção, o que eles gostavam que Deus fizesse por eles.
À noite, ao corrigir as redacções, ela deparou-se com uma que a deixou muito emocionada.

O marido, ao entrar em casa, viu-a a chorar e perguntou:
"O que aconteceu?"
Ela respondeu:
"Leia".(Era a redacção de um menino).
"Senhor, esta noite, peço-te algo especial: transforma-me num televisor.
Quero ocupar o lugar dele.
Viver como vive a TV da minha casa.
Ter um lugar especial para mim, e reunir minha família ao meu redor...
Ser levado a sério quando falo...
Quero ser o centro das atenções e ser ouvido sem interrupções e sem perguntas.
Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona.
Ter a companhia do meu pai quando chega a casa, mesmo que esteja cansado.
E que minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de me ignorar.
E ainda que os meus irmãos "briguem" para estar comigo.
Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo.
E, por fim, que eu possa divertir todos.
Senhor, não te peço muito...
Só quero viver o que vive qualquer televisor!"
Naquele momento, o marido de Ana Maria disse:
"Meu Deus, coitado desse menino. Que descuido o desses pais"
E ela responde-lhe:
"Essa redacção é do nosso filho".

6 Comments:

At 4:33 da tarde, Blogger Fernandes said...

Infelizmente é algo k acontece em muitas famílias. so temos é k aprender com estas hitorias pra n fazer o mesmo.
Obrigado por comentar o meu blog, pois tou a começar. assim ganho mativação pra continuar.

 
At 4:54 da tarde, Blogger Tia Cremilde said...

mesmo que a história seja uma ivenção, não tenho qualquer dúvida de que será muito semelhante ao que sentem algumas crianças.
se me permite a parte menos séria da coisa, porque de desgraças já basta a nossa vida, de certeza que a criancinha não desejaria ser o respectivo telecomando... cairia várias vezes por dia ao chão, teria a tampa colada com fita-cola e na eventualidade de não funcionar à primeira levaria um murro!... chega... para primeira visita ao blog acho que já abusei!

 
At 5:24 da tarde, Blogger O Chaparro said...

assim é que é fernandes.volta sempre.

é mesmo, tia cremilde: se o fosse o meu telecomando então...
fora as porradas na mesa ou apertões na parte das pilhas e dos botões, sim porque a malta quando as pilhas tão no fim não se trocam por outras: aperta-se com mais força as teclas ou a zona das pilhas ou vem a tal porradinha na mesa pra ver se já muda o canal.

Bem vinda aqui a minha sombra.

 
At 7:07 da tarde, Blogger Marco Ferreira said...

Ora aqui está uma história que deve correr mundo. Uma grande lição que todos devem aprender.

O que não se faz hoje, já não se faz mais.

marinheiroaguadoce a navegar

 
At 12:07 da manhã, Blogger Zig said...

Já tinha posto este texto no meu blog. É que, reparo televisores e uma das razões da minha separação era essa profissão....

 
At 5:14 da tarde, Blogger teresa said...

Posso perguntar uma coisa? Era tv só com 4 canais ou tv cabo?? É que muda bastante a perspectiva da coisa.. :P

Bela história, tenho a dizer.. :)

 

Enviar um comentário

<< Home

Counter
Free Web Site Counter